segunda-feira, 18 de outubro de 2010

"...E quando a tua boca
encontrar a minha,
aí sim você verá...
sentirá o que é um poema."


(Maxuel Scorpiano)

4 comentários:

Loba do Amor disse...

Então venha amor me poetar..Vem??
Vontade de vc..
Bjs safados molhados cheios de tesão!!!

EU SOU NEGUINHA disse...

Nossa que poema lindo.....
Sorte de sua Loba...ela merece este Ode ao amor
Beijao

vincenza disse...

Eu não encostei logo em teus lábios,
Embora estivessem tão próximos dos meus
Que uma folha de papel de seda não poderia passar entre eles.
Eu os rodeei, devagar.
Minha boca, entreaberta, respirava sua semelhante.
Demorou.
Demorou como demora o tempo amoroso.
De tanto respirar, nossos lábios secaram.
Eu molhei docemente teus lábios com a língua,
E em seguida molhei meus lábios nos teus. Lentamente.

Lou Albergaria disse...

Nossa!!!! Que sedutores esses versos!!!

Adorei!!!

O beijo que é um poema é o único que eterniza o momento...

Beijo!