sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Meu corpo fala...

"Entre milhões de arrepios...
Na ausência das Palavras...
Quando meu maior desejo...
É sentir você..."


(Dolce Bárbara)

6 comentários:

Sophysticada disse...

Suas imagens são fantasticas!!!

Parabéns

Callie disse...

quando conjugado á dois 'sentir' é extremamente ex ci tan te ..

beijoos beijooos

றαscαrαdα disse...

O sentir alguém, começa entre palavras
que conseqüentemente arranca arrepios maravilhosos.

O Sentir e perfeito quando é acompanhado.

Perfeito o teu blog menino.
adoro mais a cada vez que aqui venho.

Beijo.

Lou Albergaria disse...

O Sedutor mais safado da blogosfera!

Não suma!

Beijo!

Amo essa foto! Essa cobra me arrepia...

Gabrielle disse...

Só tenho três desejos agora, comer, dormir e foder.
Os cabarets excitam-me.
Apetece-me ouvir música rouca, ver caras, roçar-me em corpos, beber um ardente Benedictine.
Mulheres belas e homens atraentes despertam ardentes desejos em mim.
Quero dançar.
Quero drogas.
Quero conhecer pessoas perversas, ser íntima delas.
Nunca olho para caras ingénuas.
Quero morder a vida e ser despedaçada por ela.
Henry não me dá tudo isso.
Eu despertei o seu amor.
Que se lixe o seu amor.
Ele sabe foder-me como mais ninguém, mas quero mais do que isso.
Vou para o Inferno, para o Inferno, para o Inferno.
Selvagem, selvagem, selvagem."
-

in Henry e June - Do Diário Intimo de Anaïs Nin

Gabrielle disse...

Entre minhas pernas se esconde um pântano, úmido, quente, fértil, cheira à fêmea e cio, e engole os incautos que se aproximam, nele submergem, e não podem mais ser resgatados...
Entre minhas pernas dormem segredos e sussurros, gemidos e gritos abafados, que vez por outra são ouvidos à distância.
Entre minhas pernas habitam ânsias de lábios grossos, uma língua que se enrosca e uma boca faminta de respostas.
Entre minhas pernas termina o desfiladeiro de minhas coxas e começa a colina de meu ventre.
Entre minhas pernas eu sinto a vida fluindo.
Entre minhas pernas eu começo e acabo meu dia.